Pandemia completa um ano e Paraná supera a marca de 13 mil mortes

No dia em que a pandemia do novo coronavírus completou um ano (nesta sexta-feira, 12), o Paraná superou a marca de 13 mil mortes provocadas pela doença. O boletim de quinta-feira (11 de março) divulgado pela Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa) trouxe o relato de 99 mortes novas em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Com isso, os dados acumulados mostram que desde o dia 27 de março do ano passado, quando o estado registrou os dois primeiros óbitos por Covid-19, um total de 13.053 vidas foram ceifadas em decorrência da doença.

Desdenhada por muitos ainda no começo da pandemia — apesar dos claros sinais de alertas emitidos por países como Itália e Irã, afetados primeiros pelo coronavírus —, a crise sanitária foi responsável ao longo do último ano por praticamente 15 em cada 100 mortes no estado (15,49% do total de óbitos, mais precisamente).

De acordo com o Portal da Transparência do Registro Civil, desde março do ano passado até hoje foram registrados, ao todo, 84.265 falecimentos no Paraná. A Covid-19, por sua vez, foi responsável por 13.053 mortes nesse período, segundo os dados da Sesa já citados.

Vale lembrar, ainda, que as duas primeiras mortes no estado foram registradas no dia 27 de março de 2020, uma sexta-feira, quando a Prefeitura de Maringá confirmou o falecimento de um homem de 84 anos e de uma mulher de 54 em decorrência de complicações causadas por infecção do novo coronavírus. Assim sendo, a doença matou no estado, em média, 37 pessoas por dia desde então, ou ainda uma morte a cada 39 minutos.

Essa informação é relevante porque permite estabelecer comparativos com as informações de outro banco de dados, o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, que disponibiliza estatísticas não só sobre o total de óbitos no país (como o Portal da Transparência do Registro Civil), mas também permite filtrar as causas de cada uma das mortes.

F: Bem Paraná

Read Previous

Arcebispo Dom Mauro de Cascavel não resiste as complicações da Covid-19

Read Next

Marcel Micheletto autoriza a licitação de um Centro de Convivência para Cafelândia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Siga no Instagram